O quarto é local de aconchego e descanso, por isso, usar detalhes artesanais e cores neutras não tem erro

romântico

Para um casal de 60 anos, com espírito jovial, os arquitetos Bernardo e Priscila Tressino, apostaram em elementos artesanais, papel de parede e muito charme.

Com 20 m², o quarto teve seu layout modificado pelos arquitetos. Além de mudarem a disposição dos móveis, eles dividiram a parede com drywall, para dar lugar a um closet, que também serviu como painel para a televisão de um lado e espelho do outro. Criando algo funcional e elegante.

Com o ambiente mais versátil, o conceito foi de trazer mais personalidade em cada detalhe. “Levamos a ideia de transformar a cama em algo mais personalizado, por isso, a cabeceira foi feita por um artesão”, explica Bernardo. Os criados-mudos também foram pintados à mão, e ganharam cores para contrastar com o branco do restante do ambiente.

Priscila conta que os moradores queriam algo que trouxesse tranquilidade. Assim, o papel de parede foi desenhado pelo estilista Roberto Cavalli. De forma sutil, o papel de parede com relevo cria um ambiente mais moderno também. Na iluminação, spots foram utilizados para dar destaque a ele, e ainda trazer sensação de aconchego.

Depois do quarto já pronto, os arquitetos contam que a moradora decidiu ter uma pintura na parede como a da sala. “O pintor Fernando Reche sugeriu uma mandala e ela gostou. O resultado fala por si: harmonizou com o restante do ambiente e deu o toque final”, ressalta Priscila.

Serviço:
PB Arquitetura
(11) 2311-1178
http://pbarquitetura.com.br